Universos Paralelos

Universos Paralelos

Diálogos e Monólogos

Acabei de tomar banho e abri a janela do banheiro para sair o vapor acumulado!

Um felino de olhos bem azuis estava me observando de cima do muro do vizinho!

Ficamos olhando um para o outro por alguns bons segundos na tentativa de entender o que cada um estava pensando.

Levei um grande susto, pois a expressão do bichano, embora maravilhoso, com pelugem cor champagne e olhos profundos de azul anil, mais pareciam a de um ser humano curioso devassando minha intimidade.

Tentei falar com ele para acalmá-lo, assim como converso com minhas plantinhas no jardim e nos vasos. Ele foi se afastando em marcha ré bem devagarinho e deixou comigo a imagem de mais um amigo nesse Universo de variadas facetas divinas.

Troco ideias em quase todos os canais de comunicação existentes hoje em dia.

As “cartas” escritas chegam mais rápidas aos seus destinatários atualmente.

É com bastante frequência que “converso” por e-mail com meu amigo Luigi (Juan Campesino).

Um dia qualquer do futuro os netos dele vão saber que era o avô deles quem me instigava à escrita e provocava boa parte dos títulos e temas publicados.

A conversa inicial começou assim: Bom Dia Luigi! Tudo bem? Estranhei que o link não entra. Tiraram do ar? Tem algum tema que possa sugerir para o próximo artigo? Abraço.

Luigi (Juan Campesino): Marco, está entrando normalmente.

Sugestão: Universos Paralelos. Abraços. 
Resposta: Boa! Grande Luigi! Sempre “matando a charada”! É verdade, voltou ao normal mesmo! Vou começar escrever. Bom final de semana! Abraço.

Luigi (Juan Campesino): Tá melhor pelo jeito… Voltou a ficar alegre… Que bom!

O assunto da próxima matéria pode ter vindo da sua própria mente “Charada”.

Abraços. Luigi.

Resposta: É uma charada mesmo!

Se o Universo é tudo… Não existe paralelo!

Luigi (Juan Campesino): E se o Universo não for o tudo? No princípio era o Verbo… Podemos afirmar que o Verbo continua existir, independente do Universo?

Resposta: Quando o verbo se fez carne virou matéria! Universo é tudo o que existe fisicamente, a totalidade do espaço e tempo e todas as formas de matéria, incluindo todos os planetas, estrelas, galáxias e os componentes do espaço intergaláctico. Entendeu?

O termo Universo pode ser usado em sentidos contextuais ligeiramente diferentes, denotando conceitos como o cosmo, o mundo ou a natureza.

Mas… Aí é que tá o travo da trova! A força do pensamento pode mover a matéria? Vai dar samba esse “bate bola”! Aguarde-me! Você é foda mesmo! Cutuca o cerebelo do contribuinte! Hehehe. Vou dormir agora.

Luigi (Juan Campesino): Correto… Se o Verbo se fez carne, podemos deduzir que o pensamento também é matéria. Sendo matéria, ele pode interagir como qualquer outro elemento.

Ser recipiente, ser transformador, ser indutor, ser fonte de energia. Tesla*, sempre disse que a eletricidade pode ser transportada/convertida em som.

O Verbo Era/É/Será sempre o som. O pensamento é a manifestação do som.

* Nikola Tesla (Nicola Tesla ou Никола Тесла) (Smiljan, Império Austríaco, 10 de Julho de 1856 — Nova Iorque, 7 de Janeiro de 1943) foi um inventor nos campos da engenharia mecânica e eletrotécnica, de etnia sérvia nascido na aldeia de Smiljan, Vojna Krajina, no território da atual Croácia.

Resposta: Bom Dia Massa Físico-química! O som que é a manifestação do pensamento.

Lembrando que as ondas mentais atravessam os sólidos.

As ondas hertzianas apenas contornam os obstáculos materiais.

Vou complementar o título “Universos Paralelos” com “Diálogos e Monólogos”.

Isso tá mais pra um ensaio metafísico! Os alquimistas estão chegando! Hehehe!

O incentivador das minhas lavras ficou “teimoso” e “provocador”!

Luigi (Juan Campesino): Não pode… O som precede o pensamento. Por tanto, não pode ser consequência.

Resposta: Bebeu?

Paralelamente ao Universo do meu vizinho que começou cortar a grama da casa dele às 09h15min de um sábado, momento em que a maioria dos condôminos estava dormindo ainda, acordei e fui ver em qual velocidade o barulho do motor chegava aos meus ouvidos. O outro vizinho se “vingou” à tarde!

Era de 340,29 m/s (metros por segundo).

Tão rápido quanto a sua moto sem silenciador no cano de descarga! Bastante incômoda, diga-se de passagem!

Saímos de casa e fomos á um parque da cidade para falar com os seres de “outras marcas”!

Novamente veio á tona conversas com pássaros, jacarés, felinos, plantas e até com os uivos dos ventos!

Na postagem “Segundo Sol”- Falando com Pássaros, em uma rede social, o diálogo continuou.

Meu amigo “gaiato” comentou…

Antonio Carlos Coelho: É, está pior que pensava… Santo Antonio falava aos peixes.

Resposta: É verdade Antonio Carlos Coelho!

Santo Antonio falava AOS peixes porque os peixes não respondiam com sons.

Eu falo COM os pássaros porque eles respondem com melodias sonoras.

Tirando os quero-queros que são insistentemente estridentes!

Ficamos no parque algumas horas! Alguns petiscos depois, o Universo se transformava!

Quando olhei os olhos da minha mulher e reparei a luz dos olhos dela, descontraída, percebi que Einstein tem razão! Tudo é relativo. A velocidade do som é 340 metros por segundo e a velocidade da luz é 300 mil km por segundo, sendo que um ano luz é a distância percorrida pela luz em um ano, ou seja, 567.648.000.000.000.000 metros.

Existem Universos Paralelos?

Vou ficar falando sozinho?

Olá Gasparzinho!

Você é o melhor dos Universos Paralelos que eu conheci! Até breve “fantasminha camarada”!