REFLEXOS

REFLEXOS

Parece que a luz refletida é mais intensa que a fonte!

Um dia desses, o meu amigo Maurício Carraro, cuja alcunha é Miau e não é parente do Agostinho Carrara da Grande Família, postou mensagem no “Universo Paralelo” (rede social):

“Hoje estou na maior letargia!”

Comentei que isso era bom, pois letargia é um elevado grau de desenvolvimento na ciência da hipnose.

“Qualquer situação na qual você se encontre é um reflexo exterior do seu estado interior de existência”.  El Morya.

Como adjetivo, a palavra reflexo é o que se faz por meio de reflexão; refletido. Como substantivo masculino é o efeito da reflexão da luz, da cor de um corpo em outro.

Uma “bela” cuspida é, em psicologia, expelir o conjunto de uma excitação sensorial transmitida à medula espinhal ou ao encéfalo por via nervosa e da reação motriz ou glandular por ela provocada: a salivação é um reflexo produzido pela excitação das papilas gustativas sob o efeito das substâncias sápidas.

Imagine “uma escarrada”! Que nojo! Vamos discorrer sobre o letárgico.

LETARGIA

Aprendi essa palavra quando meu avô, José Alzamora Filho, estudante e praticante de hipnose, contava que quando se conseguia enfiar uma agulha de tricô no braço e não saía sangue e nem sentia dor, era porque o hipnotizador teria conseguido dominar as vibrações e energias cósmicas do corpo humano. Medula espinhal ou encéfalo sobre controle?

Imaginei meu amigo Miau tendo Reflexos Letárgicos!

Os reflexos são complexos. Refletir pode ser encarado com variantes diversas.

Reflexão (psicológica) – pensar sobre um tema.

Reflexão (física) – fenômeno que corresponde à mudança de direção ou sentido de propagação física.

Reflexão (matemática) – transformação geométrica.

Reflexão (programação) – capacidade de um programa de observar ou modificar a sua estrutura.

Reflexão difusa – reflexão em que as ondas cursam sentidos diferentes após a reflexão.

Reflexão especular – reflexão em que as ondas cursam sentidos iguais após a reflexão. Wikipédia.

Taí! Grande filosofia… Agostinho Carrara da Grande Família. Existe reflexo em tudo?

E Antoine então? E Martin ainda?

Amor reflete amor… Ódio reflete ódio…

Ops! Existe incoerência. Reflexos Letárgicos?  Em estado de letargia não há reflexo algum!

Hoje, ao olhar no espelho, observei um brilho diferente na sobrancelha.  Era o meu primeiro fio de cabelo branco no “telhado” dos olhos. Pensei… É REFLEXO da idade! Deixando de lado esse papo chato de ficar reparando o processo de envelhecer, peguei uma pinça e fui tirar o fiapo prateado (os meus não são brancos, são de prata). Constatei que era reflexo da DNAData de Nascimento Antiga. Mesmo com os óculos para enxergar de perto, só consegui arrancar o fiozinho platinum após ter retirado quase todos os seus vizinhos. Ri! Não restou opção! Pensei… Careca de sobrancelha! Meus reflexos estão bem humorados.

Por outro prisma, ou réstia, refletir sobre os reflexos da ação e reação também é perfeitamente cabível nesta empreitada de raciocínio.

Terceira Lei de Newton

A toda ação há sempre uma reação oposta e de igual intensidade: ou as ações mútuas de dois corpos um sobre o outro são sempre iguais e dirigidas em sentidos opostos.

Pois é dando, que se recebe…

A Oração da Paz, também denominada de Oração de São Francisco, é uma oração de origem anônima que costuma ser atribuída popularmente a São Francisco de Assis. Foi escrita no início do século XX, tendo aparecido inicialmente em 1912, num boletim espiritual em Paris, França. Em 1916 foi impressa em Roma numa folha, em que num verso estava a oração e no outro verso da folha foi impressa uma estampa de São Francisco. Por esta associação e pelo fato de que o texto reflete muito bem o franciscanismo, esta oração começou a ser divulgada como se fosse de autoria do próprio santo.

Senhor: Fazei de mim um instrumento de vossa Paz.

Onde houver Ódio, que eu leve o Amor,

Onde houver Ofensa, que eu leve o Perdão.

Onde houver Discórdia, que eu leve a União.

Onde houver Dúvida, que eu leve a Fé.

Onde houver Erro, que eu leve a Verdade.

Onde houver Desespero, que eu leve a Esperança.

Onde houver Tristeza, que eu leve a Alegria.

Onde houver Trevas, que eu leve a Luz!

Ó Mestre,

Fazei que eu procure mais:

Consolar, que ser consolado;

Compreender, que ser compreendido;

Amar, que ser amado.

Pois é dando, que se recebe.

Perdoando, que se é perdoado e…

É morrendo, que se vive para a vida eterna!

Amém!

Mitzvá

No judaísmo também existem as Leis cujos REFLEXOS são divinos.

Mitzvá (em hebraico: מצווה, “mandamento”; plural, mitzvos ou mitzvot; de צוה, tzavá, “comando”).

Dentro do judaísmo, esta palavra se refere aos 613 mandamentos dados na Torá (os primeiros cinco livros da Bíblia Hebraica) e a qualquer lei rabínica em geral. O termo também pode se referir ao cumprimento de uma mitzvá como definido acima.

O termo Mitzvá também vem a expressar qualquer ato de bondade humana, como o enterro de um corpo de uma pessoa desconhecida.

De acordo com os ensinamentos do Judaísmo todas as leis morais são derivadas dos mandamentos divinos. As opiniões dos rabinos talmúdicos são divididas entre aqueles que buscam o propósito das mitzvot e aqueles que não os questiona.

Os primeiros argumentam que se a razão para cada mitzvá pudesse ser determinada, as pessoas podem tentar alcançar o que veem como o propósito da mitzvá, sem realmente realizar a mitzvá por si só.

Na foto, o Rei Roberto Carlos também está praticando uma Mitzvá! Embora seja uma brincadeirinha da minha parte, é fato que a ação praticada ao depositar seus sentimentos e enlevar-se por algo melhor, estará certamente praticando um ato de bom REFLEXO.

Alguém poderia pensar ou dizer: “Não se brinca com coisa séria”! Deixo claro que uma pitada de humor saudável e sem maldade sempre será bem vinda para alegrar a vida. O humor judaico permite deixarmos a vida mais leve.

Reparem outros tipos de REFLEXOS causados pelas situações descritas:

Dez coisas que levei anos para aprender…

  1. Uma pessoa que é boa com você, mas grosseira com o garçom ou empregado, não pode ser uma boa pessoa. (Esta é muito importante. Preste atenção; nunca falha).
  2. As pessoas que querem compartilhar as visões religiosas delas com você, quase nunca querem que você compartilhe as suas com elas. (Está cheio de gente querendo te converter!).
  3. Ninguém liga se você não sabe dançar. Levante e dance. (Na maioria das vezes – quem está te olhando também não sabe! – Tá valendo!).
  4.  A força mais destrutiva do universo é a fofoca. (Deus deu 24 horas em cada dia – para cada um cuidar da sua vida, e tem gente que insiste em fazer hora-extra!).
  5. Não confunda sua carreira com sua vida. (Aprenda a fazer escolhas!).
  6.  Jamais, sob quaisquer circunstâncias, tome um remédio para dormir e um laxante na mesma noite. (Quem escreveu deve ter conhecimento de causa!).
  7. Se você tivesse que identificar, em uma palavra, a razão pela qual a raça humana ainda não atingiu e nunca atingirá todo o seu potencial, essa palavra seria “reuniões”. (Onde ninguém se entende…).
  8.  Há uma linha muito tênue entre “hobby” e “doença mental”. (Ouvir música é hobby… No volume máximo às sete da manhã pode ser doença mental!).
  9.  Seus amigos de verdade amam você de qualquer jeito. (Que bom!).
  10.  Lembre-se: nem sempre os profissionais são os melhores. Um amador construiu a Arca. Um grande grupo de profissionais construiu o Titanic. (É verdade!).

Uma última, mas, não menos sábia…

“Guardar ressentimentos é como tomar veneno e esperar que outra pessoa morra”.

Quando a gente se pergunta sobre os REFLEXOS da vida…

Melhor buscar na FILOSOFIA…

Filosofia

Noel Rosa

O mundo me condena, e ninguém tem pena…

Falando sempre mal do meu nome…

Deixando de saber se eu vou morrer de sede…

Ou se vou morrer de fome…

Mas a filosofia hoje me auxilia…

A viver indiferente assim…

Nesta prontidão sem fim…

Vou fingindo que sou rico…

Pra ninguém zombar de mim…

Não me incomodo que você me diga…

Que a sociedade é minha inimiga…

Pois cantando neste mundo…

Vivo escravo do meu samba, muito embora vagabundo.

Quanto a você da aristocracia…

Que tem dinheiro, mas não compra alegria.

Há de viver eternamente sendo escrava dessa gente…

Que cultiva hipocrisia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *