A Rosa de Israel

A Rosa de Israel

O perfume é bem mais cheiroso que A Rosa de Hiroshima.

As lindas cores também.

Eu estava caminhando voltando de exames médicos cansativos e muito fraco com problemas de saúde.

Quando deparei com estas cores parece que minha ótica aliviou meu peso mental e físico.

Fotografei!

A rosa vermelha é símbolo místico em várias ordens arcanas do conhecimento. O período em que vivemos está repleto de energias cósmicas e transformações do homem com seu habitat. O meio ambiente vibra… o homem vibra…. Ora com harmonia…. Ora sem!

Quando o Universo conspira a nosso favor, temos a sensação de que vibramos no mesmo diapasão Cósmico.

Mesclada com amarelo e branco fica mais mística.

Essa botânica de Israel é surrealista.

A Rosa Vermelha é do Bem Querer… A Rosa Vermelha e Branca hei de amar até morrer!

O Amarelo é minha cor da alma!

Estava tudo ali naquele botão florido!

Rosas vermelhas são flores de grande simbologia.

Google- Imagem – Cigana

Sempre me senti com alguma hereditariedade cigana.

Nômade… Andante… Buscando sempre!

Não que a Rosa Preta seja feia!

Ela é linda também.

Porém, foi iconograficamente ligada à um mal na superfície da Terra.

Assim como foi a Cruz Suástica.

A suástica ou cruz suástica (ascii: ou ) é um símbolo místico encontrado em muitas culturas e religiões em tempos diferentes, dos índios Hopi aos Astecas, dos Celtas aos Budistas, dos Gregos aos Hindus, sendo encontrados registros de 5 mil anos atrás. Alguns autores acreditam que a suástica tem um valor especial por ser encontrada em muitas culturas sem contatos umas com as outras. Os símbolos a que chamamos suástica possuem detalhes gráficos bastante distintos. Vários desenhos de suásticas usam figuras com três linhas. A nazista tem os braços, apontando para o sentido horário, ou seja, indo para a direita e roda a figura de modo a um dos braços estará no topo. Outras chamadas suásticas não têm braços e consistem de cruzes com linhas curvas. Os símbolos Islâmicos e Malteses parecem mais hélices do que propriamente suásticas. A chamada suástica celta dificilmente se assemelha a uma. As suásticas Budistas e Hopi parecem reflexos no espelho do símbolo Nazista. Na China há um símbolo de orientação quádrupla, que segue os pontos cardeais; desde o ano 700 ela assume ali o significado de número dez mil. No Japão, a suástica ( manji) é usada para representar templos e santuários em mapas, bem como em outros países do extremo oriente.

Quando um símbolo do bem é usado no mal, perde a beleza da sua essência original.

O gato preto também é assim.

Eles são lindos!

Aqui em Israel eles estão todos os dias a me miar “bom dia”.

O vento está levando as pétalas para todos os lados.

Cigano já está acostumado com isso.

Hoje estou aqui… amanhã… em volta da fogueira! Danço…

Sem espinho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *