Ao Meu Amor…

Se eu fosse você, eu voltava pra mim…

Foi assim que comecei escrever hoje. Conversando com meu querido amigo e parceiro destas estrepolias literárias, Luigi, Xuqui, Juan Campesino ou outras mil facetas de identificação do feiticeiro  Cervantes, perguntei qual é a música! Ele de “bate pronto” respondeu: “Estava pensando em alguma coisa importante em minha vida…”  

Pra você eu guardei
Um amor infinito
Pra você procurei
O lugar mais bonito
Pra você eu sonhei
O meu sonho de paz
Pra você me guardei demais
Se você não voltar
O que faço da vida?
Não sei mais procurar
A alegria perdida
Eu não sei nem porque
Terminou tudo assim
Ah, se eu fosse você
Eu voltava pra mim
Voltava sim…

Desenho em aquarela – Marco Alzamora

Mandou-me um vídeo com a música e comentou:

Não sei se vai ajudar a tua inspiração”.

Era esta música que eu estava pensando… Sem as moças alegrinhas que estão no vídeo. Ou podemos fazer uma revista para elas. Kkkk.

Sério, esta música é linda.

Sem preconceitos! É claro!

Respondi: Realmente!

Desenho em aquarela – Marco Alzamora

Belas desperdiçadas num idílio de amor. Sublime, embora não seja meu sonho erótico.

A música deve dizer algo que você deixou passar… Nunca é tarde… Se a morte ainda não levou!

Veja e ouça o “Secreto Eterno”. – Reforcei.

Ele insistiu:

“Vá… Duas senhoritas, um bom uísque (quando podíamos), uma casa na praia, sem dívidas, dinheiro no bolso… Foi sempre um sonho de consumo de qualquer homem”.

“Hoje, realmente, também não faz mais parte de meu sonho erótico”.

O “Secreto Eterno” é lindo, mas cantado em espanhol, no órgão fica muito triste e engraçado, a música é uma mistura de tango com bolero, ou estou enganado?

O mote está em DEIXOU PASSAR… Mas será que posso ter uma segunda chance?

Se a morte ainda não levou… Na teoria… Sim! Tem uma música, não sei se é apropriada, somente para ilustrar “Se eu soubesse naquele dia o que sei agora. Eu não seria este ser que chora, eu não teria perdido você”…

Mas, ela não dá a condição da reconquista do que você deixou passar.

Espetáculo este tema, tem que ser tratado com luvas de pelica.

Vai! Dom Marco

Vai ficar uma história linda.

Depois dessa, se ele não mandar me matar, vou continuar escrevendo até o fim essa empreitada.

O “Secreto Eterno” remete ao casamento místico. Meu avô, estudante profundo de metafísica, assobiava e cantarolava com tanto esmero e pureza d’alma… Que fico emocionado até hoje ao lembrar.

Neste meio tempo lembrei-me do recém lido livro de Anne Tyler, “O Começo do Adeus” – Aprendendo a se despedir…

Anne Tyler nasceu no dia 25 de outubro de 1941 em Minnesota. O seu  sorriso mostra muito bem que ela entende o que estou escrevendo agora. É um sentimento de quem já se despediu de muitos entes queridos. A dor da perda todos nós conhecemos. Desde que nascemos. Em sua ficção, a autora conta a história de Aaron, um homem de meia idade, desolado pela morte da esposa.

Meu teclado não quer parar de fazer tec-tec-tec… Ou será PEC – PEC – PEC de iniciativa popular?

Tagarelas são os meus dedos!

Percebi que sou o primogênito de um enlace amoroso de tempos idos. Meu pai e minha mãe fizeram juras de amor eterno ao despertarem no desejo sublime que me fez nascer. Fruto da magia divina. Moraram em verdadeiros barracos escorados com pedaços de madeira nesses interiores paranaenses. Ali havia nascido o amor.

O tempo não para nunca. Os caminhos da vida são infinitos. Quando recebi um e-mail do meu progenitor, contando uma história linda, reforcei meu desejo de explorar o tema nesse artigo.  Embora muitos já conheçam, contava o seguinte:

CASADOS PARA SEMPRE

Há muito tempo atrás, um casal de idosos que não tinham filhos, morava em uma casinha humilde de madeira, tinham uma vida muito tranquila, alegre, e ambos se amavam muito. Eram felizes. Até que um dia… Aconteceu um acidente com a senhora. Ela estava trabalhando em sua casa quando começa a pegar fogo na cozinha e as chamas atingem todo o seu corpo. O esposo acorda assustado com os gritos e vai a sua procura, quando vê coberta pelas chamas e imediatamente tenta ajudá-la. O fogo também atinge seus braços e, mesmo em chamas, consegue apagar o fogo. Quando chegaram os bombeiros já não havia muito da casa, apenas uma parte, toda destruída. Levaram rapidamente o casal para o hospital mais próximo, onde foram internados em estado grave. Após algum tempo aquele senhor menos atingido pelo fogo saiu da UTI e foi ao encontro de sua amada. Ainda em seu leito a senhora toda queimada, pensava em não viver mais, pois estava toda deformada, queimara todo o seu rosto. Chegando ao quarto de sua senhora, ela foi falando: – Tudo bem com você meu amor?

-Sim, respondeu ele, pena que o fogo atingiu os meus olhos e não posso mais enxergar, mas não se preocupe amor, que sua beleza está gravada em meu coração para sempre. Então triste pelo esposo, a senhora pensou consigo mesma: “Como Deus é bom, vendo tudo o que aconteceu a meu marido, tirou-lhe a visão para que não presencie esta deformação em mim”. As chamas queimaram todo o meu rosto e estou parecendo um monstro. E Deus é tão maravilhoso que não deixou ele me ver assim, como um monstro!

 Obrigado Senhor!

Passado algum tempo e recuperados milagrosamente, voltaram para uma nova casa, onde ela fazia tudo para o seu querido e amado esposo, e o esposo agradecido por tanto amor, afeto e carinho, todos os dias dizia-lhe:

-COMO EU TE AMO.

Você é linda demais. Saiba que você é e será sempre, a mulher da minha vida! E assim viveram mais 20 anos até que a senhora veio a falecer. No dia de seu enterro, quando todos se despediam da bondosa senhora, veio aquele marido com os olhos em lágrimas, sem seus óculos escuros e com sua bengala nas mãos. Chegou perto do caixão, beijou o rosto acariciando sua amada, disse em um tom apaixonante: -“Como você é linda meu amor, eu te amo muito”. Ouvindo e vendo aquela cena, um amigo que estava ao seu lado perguntou se o que tinha acontecido era milagre. Pois parecia que o velhinho parecia enxergar sua amada. O velhinho olhando nos olhos do amigo, apenas falou com as lágrimas rolando quente em sua face: – Nunca estive cego, apenas fingia, pois quando vi minha amada esposa toda queimada e deformada, sabia que seria duro para ela continuar vivendo daquela maneira. Foram vinte anos vivendo muito felizes e apaixonados! Foram os 20 anos mais felizes de minha vida. E emocionou a todos os que ali estavam presentes.

CONCLUSÃO: Na vida temos de provar que amamos! Muitas vezes de uma forma difícil… E, para sermos felizes, temos de fechar os olhos para muitas coisas, mas o importante é que se faça única e intensamente com AMOR!

Ao Meu Amor… VAI DAR TUDO CERTO!

Google – Imagem

E assim vamos levando… Maridos se vão e esposas ficam… Esposas se vão e maridos ficam… Bom quando todos vão juntos… Ou ficam! Quando existe a “cara metade”, é a alma que se apresenta na relação. Tempos passados com amor, sempre estarão presentes em nossas mentes e corações. Quando alguém canta… “Chorei… Não precisava esconder… Todos viram… Fingiram… Pena de mim não precisava… Ali onde eu chorei… Qualquer um chorava! É porque já viveu uma paixão…

Google – Imagem

Será que isso já aconteceu com você? Comigo? Com meu amigo Juan Campesino?

Sei lá! O importante é a preservação daquele sentimento puro que um dia existiu! Ao Meu Amor…

Um Amor e uma Cabana!

Quando falo disso não estou falando em…

…Serenata de Schubert!

Falo de um amor e uma cabana mais simples!

Quando o amor é tão grande que até as paredes escoradas em caibros de madeira formam estruturas suficientemente fortes para sustentar os fluxos divinos da paixão. Ali nascem os frutos contínuos da procriação.

A alma canta em harmonia com vibrações musicais das esferas.

Existe quem defenda o contrário. Aliás, nos tempos atuais essa poesia cultivada nos antigos casais, não funciona mais  para a maioria dos jovens amantes. A magia sumiu?

As lembranças do passado estreitam os relacionamentos?

“Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?”

Fernando Pessoa

“A amizade é um amor que nunca morre.”

Mario Quintana

Agora, para finalizar essa viagem no tempo e no espaço…

Ofereço… O meu abraço…

Ao Meu Amor…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *