Ansiedade

Ansiedade

Dá uma vontade louca de pedir um adiantamento de salário?

Da ânsia vem à angústia?

Temos o hábito de sofrer por antecipação?

Não estamos conseguindo calcular a intensidade e a direção da sombra?

Estamos sentindo tristeza? Perda de interesse? Ausência de prazer? Oscilações entre sentimentos? Sensação de culpa? Baixa autoestima? Distúrbios do sono? Falta de apetite? Sensação de cansaço? Falta de concentração?

Bom! Isso, Alexandre, o grande; Napoleão Bonaparte; Abraham Lincoln; Theodore Roosevelt; Winston Churchill; George Patton; Isaac Newton; Michelangelo, Van Gogh; Edgar Allan Poe e Ludwig Beethoven, já sentiram também!

Imagino um deles pedindo adiantamento de salário ou descontando uma fatura de mal estar por antecipação!

Cada um com os seus problemas, né?

Com a mente aqui e acolá, fui comprar um livro para começar uma nova empreitada elucubrativa!

Como estava frio, sentei-me ao Sol e pensei:

Zerando a Sombra sob o Sol!

Sempre gostei de Umberto Eco! Desde “O nome da rosa”, ficção e Prêmio Strega em 1981.

Porém, ao ler a “orelha” do livro, não tive dúvidas em que me interessaria muito: “… Um redator paranoico, vagando por uma Milão alucinada (ou alucinado numa Milão normal), reconstitui cinquenta anos de história sobre um cenário diabólico, que gira em torno do cadáver putrefato de um pseudo—Mussolini. E, nas sombras, a Gladio, a loja maçônica P2, o assassinato do papa João Paulo I, o golpe de Estado de Junio Valerio Borghese, a CIA, os terroristas vermelhos manobrados pelos serviços secretos, vinte anos de atentados e cortinas de fumaça – um conjunto de fatos inexplicáveis que parecem inventados, até um documentário da BBC mostrar que são verídicos, ou que pelos menos estão sendo confessados por seus autores”.

Por um instante lembrei-me da “Operação Lava Jato”.

Tudo começou em posto de gasolina, de onde surgiu o nome. Deflagrada em março de 2014, investiga um grande esquema de lavagem e desvio de dinheiro envolvendo a Petrobrás, grandes empreiteiras do país e políticos.

Ansioso, eu resgatei “O Filho DO HIPNOTIZADOR e outras histórias de estranhas pessoas” de Dennis D:

“Escrever é revelar-se”. “Por isso, talvez, já disseram que toda escritura – como ofício ou como arte – é apenas uma das muitas faces do exibicionismo humano.”

“Acreditem, mostrar a bunda na janela pode ser menos constrangedor do que expor, em letras, as entranhas da própria sensibilidade”.

Você sofre por antecipação?

Acorda cansado?

Não tolera trabalhar com pessoas lentas?

Tem dores de cabeça ou muscular?

Esquece-se das coisas com facilidade?

Se você respondeu ‘sim’ a alguma dessas questões, é bem provável que sofra da Síndrome do Pensamento Acelerado (SPA).

Considerada pelo psiquiatra Augusto Cury como o novo mal do século, suplantando a depressão, ela acomete grande parte da população mundial. E a Ansiedade continua!

Mais de 350 milhões de Deprimidos.

Estudo realizado pela Organização Mundial da Saúde mostra que aproximadamente 5% da população mundial sofreram com a depressão nos últimos anos.

Um amigo meu disse para eu jamais fazer 60 anos… Era uma merda ser sexagenário… Sexogenário!

Fiz… Foi mesmo uma merda!

Hoje, próximo aos 64 anos, eu constatei que ele tinha toda razão.

No ano passado estive com outro amigo, excelente médico, Dr. Cláudio Paciornik, filho do brilhante saudoso Moysés Paciornik, que me disse:

“Marco, a Depressão é a doença do século”.

Cantou mais a bola ainda:

 “Até o ano 2020, o percentual de deprimidos no mundo será inimaginável”.

Quando estamos ansiosos, há uma infinidade de interrogações que ficam perambulando pelos nossos cérebros. A ansiedade corresponde àquela “espera”, àquele intervalo de tempo no qual esperamos que algo se realize, e como é difícil esperarmos tranquilo e pacientemente!

Talvez, Talvez, Talvez…

Sempre que te pergunto…

O quê, quando, como e onde…

Você sempre me responde

Talvez, talvez, talvez…

E assim passam os dias…

E eu, desesperando…

E você, você respondendo…

Talvez, talvez, talvez…

Está perdendo tempo…

Pensando, pensando…

Sobre o que você mais queira…

Até quando?

Até quando?

E assim passam os dias…

E eu, desesperado…

E você, você respondendo…

Talvez, talvez, talvez!

Depois dessa Ansiedade toda… Optei por uma propaganda de sandálias:

Que Tudo! Bora tomá uma!

2 respostas para “Ansiedade”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *