Guerra é Guerra

Guerra é Guerra

Há certas dúvidas sobre quais foram exatamente os nossos antepassados mais remotos. Os seres humanos modernos só surgiram há 150 mil anos. Os humanos são primatas e pertencem ao grupo dos grandes símios, sendo originais da África. Em 1823, foi descoberto o primeiro fóssil de um ser humano moderno, em 1829 de um Homem-de-Neandertal, em 1848 e 1856 mais fósseis de Neandertais. Em 1859, Charles Darwin publicou a “A Origem das Espécies”. Charles Darwin chamou a atenção dos cientistas de seu tempo, ao afirmar que as espécies evoluíram e que o homem e os primatas têm um ancestral em comum.

O cérebro do ser humano cresceu! Mas as guerras também cresceram.

Diante do perigo ou ameaça, as opções são, geralmente, ficar e lutar, ou correr o mais rápido possível. Ambas as respostas irão requerer uma quantidade extra de oxigênio e açúcar no sangue e nos músculos. A liberação de adrenalina, então, é acionada, aumentando a velocidade de batimentos cardíacos, metabolização, e respiração. Vencer a fera é uma conquista, fugir da fera é uma vitória, saber a melhor decisão a ser tomada é a sobrevivência.

Site “No Divã”- COMO UM LEÃO

Há uns 50 000 anos, os seres humanos lançaram-se à conquista do planeta em diferentes rumos desde África. Um rumo alcançou a Austrália. O outro chegou a Ásia Central, para logo se dividir em dois, um na Europa, e o outro caminhou até cruzar o estreito de Bering e chegou à América do Norte. As últimas áreas a serem colonizadas eram as ilhas da Polinésia, durante o primeiro milênio da Era Comum.

A origem da fala humana tem sido muito controversa. Mas apesar do Homo habilis e Homo erectus já terem alguma, houve uma evolução há possivelmente 250 mil anos atrás, mas o grande salto em frente só ocorreu há 40 mil anos, quando os seres humanos modernos desenvolveram uma linguagem semelhante à nossa.

Mesmo assim parece que a falha de comunicação permanece até hoje. Tem cobra engolindo cobra e…

Guerra é Guerra!

Mesmo os povos mais cultos da face da Terra se digladiaram entre si. A guerra do Peloponeso foi um conflito armado entre Atenas (centro político e civilizacional do mundo ocidental no século V A.E.C.) e Esparta (Cidade-Estado de tradição militarista e costumes austeros), de 431 a 404 A.E.C.

As guerras não acontecem somente por céu, terra e mar… A falha de comunicação permanece até hoje.

A Guerra midiática é tão nociva quanto às bombas atômicas, pois pode levar á explosão dos átomos! As notícias são dadas de formas muitas vezes direcionadas e interessadas por alguns simpatizantes de lados adversários. Como bem observou e escreveu Pilar Rahola, jornalista espanhola:

 Segunda-feira à noite, em Barcelona. No restaurante, uma centena de advogados e juízes. Eles se encontraram para ouvir minhas opiniões sobre o conflito do Oriente Médio. Eles sabem que eu sou um barco heterodoxo, no naufrágio do pensamento único, que reina em meu país, sobre Israel. Eles querem me escutar. Alguém razoável como eu, dizem, por que se arrisca a perder a credibilidade, defendendo os maus, os culpados? Eu lhes falo que a verdade é um espelho quebrado, e que todos nós temos algum fragmento. E eu provoco sua reação:

Todos vocês se sentem especialistas em política internacional, quando se fala de Israel, mas na realidade não sabem nada. Será que se atreveriam a falar do conflito de Ruanda, da Caxemira, da Chechênia?

E vai além:

Os jornalistas históricos que conheciam as raízes de um conflito, ainda existem, mas são espécies em extinção, devorados por este jornalismo tipo hambúrguer, que oferece fast food de notícias, para leitores que querem fast food de informação.

Guerra é Guerra… Guerra mundial é o termo utilizado para referir-se a um conflito bélico de grandes proporções envolvendo um grande número de nações e países de distintos continentes. Já tivemos duas!

“Não sei como será a terceira guerra mundial, mas sei como será a quarta: com pedras e paus.”

“O mundo é um lugar perigoso de se viver, não por causa daqueles que fazem o mal, mas sim por causa daqueles que observam e deixam o mal acontecer.”

“A liberação da energia atômica mudou tudo, menos nossa maneira de pensar.”

“A paz não pode ser mantida à força. Somente pode ser atingida pelo entendimento.”

Albert Einstein.

Primeira Guerra Mundial

Começou em 28 de julho de 1914 e durou até 11 de novembro de 1918. Mais de 9 milhões de combatentes foram mortos, em grande parte por causa de avanços tecnológicos que determinaram um crescimento enorme na letalidade de armas, mas sem melhorias correspondentes em proteção ou mobilidade.

Segunda Guerra Mundial

Foi um conflito militar global que durou de 1939 a 1945, envolvendo a maioria das nações do mundo. Marcado por um número significante de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 a mais de 70 milhões de mortes.

A nuvem em forma de cogumelo deixada pela bomba atômica que explodiu a 550 m. de altitude no centro de Nagasaki, Japão, a 6 de agosto de 1945, atingiu 18 km de altura.

“Não sei como será a terceira guerra mundial, mas sei como será a quarta: com pedras e paus.”

Pois é…

E a humanidade está cada vez mais enferma! Envenenada com ódio! É hora de mudar o rumo dessa prosa! Paz e Amor…

Diga Bob Dylan…

Quantas estradas um homem precisará andar antes que possam chamá-lo de homem?  Quantos mares uma pomba branca precisará sobrevoar antes que ela possa dormir na areia?

Sim, e quantas balas de canhão precisarão voar até serem para sempre banidas?

A resposta, meu amigo, está soprando ao vento.

Sim, e quantos anos uma montanha pode existir antes que ela seja dissolvida pelo mar?

Sim, e quantos anos algumas pessoas podem existir até que sejam permitidas a serem livres?

Sim, e quantas vezes um homem pode virar sua cabeça e fingir que ele simplesmente não vê?

A resposta, meu amigo, está soprando ao vento.

Sim, e quantas vezes um homem precisará olhar para cima. Antes que ele possa ver o céu?

Sim, e quantas orelhas um homem precisará ter antes que ele possa ouvir as pessoas chorar?

Sim, e quantas mortes ele causará até saber que pessoas demais morreram. A resposta, meu amigo, está soprando ao vento.

MENINA INGLESA PEDE AJUDA

Menina pede informação sobre o seu destino a um funcionário na Estação Ferroviária de Bristol, Inglaterra, 1936. Foto de George W. Hales/Getty nos anos difíceis do pré-guerra. A legenda de Hales é esta:

“Desculpe senhor, onde posso pegar o trem para um mundo melhor?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *