A Aliança

A Aliança

Se nos reportarmos aos tempos da Arca Sagrada, segundo o livro do Êxodo, onde a montagem da arca foi orientada por Moisés, que por instruções divinas indicou seu tamanho e forma, A Aliança é tida como forma sublime. Na arca foram guardadas as duas tábuas da lei, a vara de Aarão, e um vaso do maná. Estas três coisas representavam A Aliança de Deus com o povo de Israel.

Para judeus e prosélitos a Arca não era só uma representação, mas a própria presença de Deus.

A Arca da Aliança (hebraico: ארון הברית aróhn hab·beríth; grego: ki·bo·tós tes di·a·thé·kes) é descrita na Bíblia como o objeto em que as tábuas dos Dez mandamentos e outros objetos sagrados teriam sido guardadas, como também veículo de comunicação entre Deus e seu povo escolhido.

Foi utilizada pelos hebreus até seu desaparecimento, que segundo especulações, ocorreu na conquista de Jerusalém por Nabucodonosor.

Segundo o livro de II Macabeus, o profeta Jeremias foi o responsável por escondê-la.

Wikipédia, a enciclopédia livre.

A Aliança, como anel, é o símbolo utilizado para constatar uma união afetiva. Como um acordo é o pacto entre duas ou mais partes objetivando a realização de fins comuns.

Em arquitetura há quem diga que as linhas curvas são mais românticas.

Gizele Menezes Arquitetura e Urbanismo – Juazeiro do Norte, CE.

A ideia da arquiteta parece-me que vem daí…

Imagem – Google.

Na geometria euclidiana, uma circunferência é o lugar geométrico dos pontos de um plano que equidistam de um ponto fixo. O ponto fixo é o centro e a equidistância o raio da circunferência.

Em meu desenho os “elos” são almas que vagam em curva pelo universo!

A Aliança na filosofia chinesa é muito interessante. Os polegares representam os pais. Os indicadores representam teus irmãos e amigos. O dedo médio representa a você mesmo. O dedo anelar (quarto dedo) representa o seu cônjuge. O dedo mindinho representa seus filhos. Junte suas mãos palma com palma e una os dedos médios de forma que fiquem apontando para você…

Nessa posição, você consegue separar os polegares.

Eles se abrirão com facilidade, pois os seus pais não estão destinados a viver com você pelo resto de sua vida. Os indicadores também podem se abrir, pois seus irmãos construirão uma vida separada de você. Assim que formarem suas próprias famílias. Os dedos mínimos, que representam seus filhos, também se separam com facilidade, já que seus filhos irão crescer e se casar. Finalmente, tente separar os dedos anulares, o dedo da aliança e do anel de noivado, que representam seu cônjuge. Você ficará surpreso, pois perceberá que você simplesmente não poderá separá-los, porque o casal é destinado a estar um ao lado do outro pelo resto de suas vidas. Assim, usamos alianças e anéis de noivado no dedo anular, pois representam uma união duradoura e inquebrável.

O Senhor dos Anéis

A história narra o conflito contra o mal que se alastra pela Terra-média, através da luta de várias raças – Humana, Anã, Elfos, Ents e Hobbits – contra Orcs, para evitar que o “Anel do Poder” volte às mãos de seu criador Sauron, o Senhor do Escuro. Wikipédia.

E assim por diante, observamos a “força” que estes objetos redondos possuem em seus simbolismos.

Argolas, anéis, elos… O poder da Aliança!

Porém… Assim como Uma corrente é tão forte quanto seu elo mais fraco!

A Aliança só será poderosa… Se houver AMOR!

Para tanto, desde a minha tenra pré-adolescência, muito me emocionou o drama épico, da guerra e romance de Boris Pasternak.

Doutor Jivago!

As gerações mais recentes não tiveram a oportunidade de ver e sentir o sublime enlace entre o casal Yuri Jivago e Lara Antipova. De Romeu e Julieta todos ouviram falar. Foi outra prova de grande amor.

A Revolução Russa de 1917 serve de cenário para a história de amor entre Yuri Jivago, um jovem médico aristocrata e Lara Antipova, uma enfermeira plebeia.

Lara é filha de uma costureira russa que, viúva, apenas consegue sustentar a casa em que ambas moram graças ao dinheiro que lhe é dado periodicamente por Victor Komarovsky, um importante e inescrupuloso expoente da sociedade local.

Com o fim da Guerra, Jivago e Lara voltam para suas famílias e perdem o contato. Ao voltar para casa, Jivago se depara com a decadência da alta sociedade russa e decide fugir para o interior com sua esposa, filho e sogra. Wikipédia.

É dessa Aliança que me refiro.

A Aliança só será poderosa… Se houver AMOR!

Mas Romeu e Julieta ficaram imbatíveis no decorrer das histórias de amor. Eu tinha 17 anos. Foi em 1968 quando assisti Romeu e Julieta. A música do filme era “A time for us Romeo and Juliet 1968”. Meus cabelos eram cacheados e todos os garotos queria ter a cara do Romeu. Aprendi que colocar uma meia de mulher, cortada, na cabeça deixava o cabelo liso. Chamavam de “fazer toca”. Cortei a “juba” no modelo do artista que fazia o Romeu no filme. Ali A Aliança não era só a argola de colocar no dedo. Essa Aliança era de um pacto de vida ou morte. O amor infinito compactuado era muito mais que um anel utilizado para constatar uma união afetiva. Assisti inúmeras vezes… Perdi a conta de quantas vezes.

“Romeu e Julieta”. História trágica escrita entre 1591 e 1595, nos primórdios da carreira literária de William Shakespeare, sobre dois adolescentes cuja morte acaba unindo suas famílias, outrora em pé de guerra. A peça ficou entre os mais populares na época de Shakespeare e, ao lado de Hamlet, é uma das suas obras mais levadas aos palcos do mundo inteiro. Hoje, o relacionamento dos dois jovens é considerado como o arquétipo do amor juvenil.

Assim… O pacto foi A Aliança… ETERNA!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *